quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Ciclo de Conferências A Viagem e o Diário Gráfico - Museu Arqueológico do Carmo

   É já na próxima 3ª feira, 14 de Fevereiro, às 18h30 que iniciamos o ciclo de conferências dedicado ao tema A Viagem e o Diário Gráfico.
   O nosso primeiro conferencista é Tiago Cruz, Designer de comunicação, docente e investigador na área da cultura e comunicação visual, e que apresentará a seguinte comunicação "Do registo privado à esfera pública. O Diário Gráfico enquanto meio de expressão e comunicação visual”


Aqui fica um breve resumo do que podem ver e ouvir na próxima 3ªfeira. 
Contamos com a vossa presença!!


Do registo privado à esfera pública. O Diário Gráfico enquanto meio de expressão e comunicação visual


Tiago Cruz



    O Diário Gráfico, quando passa a fronteira que separa a esfera privada da esfera pública, surge não só como um importante e necessário meio de exploração de ideias e conceitos, mas também como um importante meio de comunicação e expressão visual. Juntamente com as alterações que se dão ao nível do seu uso, alteram-se significados fazendo com que o registo neste suporte seja encarado de forma bastante diferente. Numa perspectiva da semiótica social, a comunicação centra-se no Diário Gráfico enquanto recurso semiótico de comunicação, defendendo o seu valor documental enquanto suporte e meio de exploração e exposição de determinadas realidades e praticas sociais. 
   Mais do que um caderno de esboços ou de apontamentos, o Diário Gráfico pode assumir-se como um importante recurso semiótico ao serviço da documentação do real, quer numa perspectiva exploratória, quer expositiva, associado a um modo de ver particular de um autor. O Diário Gráfico assume-se assim enquanto meio de expressão e comunicação visual transportando consigo uma série de discursos semióticos que mexem directamente com a forma como o real é experienciado não só por parte do seu autor, como também por parte do seu leitor.

Palavras-chave
Comunicação Visual, Semiótica Social, Diário Gráfico, Cultura Visual, Desenho, Etnografia


Museu Arqueológico do Carmo
Largo do Carmo, 1200-092 Lisboa
213478629
Entrada Gratuita
Das 18h30 às 20h00


Aqui fica também o programa completo das próximas conferências:



28 Fevereiro – João Seixas – “A Viagem no quotidiano de Lisboa”
Professor universitário, consultor e ativista de projetos de revitalização de cidades e de dinâmicas urbanas (em Lisboa, Barcelona e Rio de Janeiro)
06 Março – Isabel Baraona – “Cadernos e Diários, as ficções dos artistas”
Artista Plástica e Professora na ESAD.CR
13 Março – João Jesus – “O Desenho de viagem. Cadernos de Procura Paciente”
Arquitecto, ilustrador e desenhador compulsivo (de confesso desamor aos próprios desenhos, mas de total entrega ao acto de desenhar)
20 Março – Filipe Leal de Faria – “Desenhar = viajar? Desenho do quotidiano e a arte de viajar”
Arquitecto, divulgador do desenho quotidiano, participou ou organizou livros, conferências e encontros subordinados ao tema
27 Março – Pedro Moura – “Pontes de encontro entre a Banda Desenhada e o Diário Gráfico”
Crítico e docente de ilustração e banda desenhada. Doutorando. Escreve em lerbd.blogspot.com




2 comentários:

  1. Parece aliciante,
    a que horas começa a conferência do Tiago?
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Filipe! Começa às 18h30 e termina às 20h00.

    ResponderEliminar